#Musica | Nível Raso – Rodolfo Abrantes

Me mantendo firme, mesmo quando esse chão se move
Olhar pra baixo não resolve, só assombra…
De onde estou já não há volta
E não há nada a minha volta.

Eu não consigo ver
Não sei onde está você,
Me sinto só…
E começo a esperar pelo pior

A luz do barco está bem longe
Enquanto minha voz não sai
O medo me responde

Eu fui além do que é possível ao homem
Mas eu parei, agora as águas me consomem
Pensamentos maus pesam
Meus temores desprezam o que me fez sair…
O que me trouxe até aqui…

Pois sem fé é impossível agradar a Deus
Eu não quero terminar assim

Eu não posso me conformar
Com esse nível raso
O meu poder humano
Não tem poder pra trazer o teu reino aqui
Minha porção vem do céu
Eu tenho fome de ti, senhor
Fome de ti, senhor

O vazio que eu sinto
Quando preencho o vazio do abismo
Porque eu não quis mudar,
Só vai passar se a porta ainda estiver aberta pra mim
Se houver uma chance pra recuperar o tempo que perdi.

Enfim, envolto em algas e águas amargas
Senti na pele a dor das almas não alcançadas por mim esquecidas
Fariam de mim um homicida?
E a vida que eu quis tanto preservar lhes traria vida?

Só tenho tempo pra orar, sei lá,
Será que a voz que chamou
Ainda pode me escutar?
Só há um jeito de sair
E continuarei daqui
Como se fosse quando a missão ele me trouxe

Pois sem fé é impossível agradar a Deus
Eu não quero terminar assim

Eu não posso me conformar
Com esse nível raso
O meu poder humano
Não tem poder pra trazer o teu reino aqui
Minha porção vem do céu
Eu tenho fome de ti, senhor
Fome de ti, senhor

Que eu me amarro em rock, em Rodolfo Abrantes e que ouvi esse som batendo cabeça e pirando na guitarra é fato. Guardei esse link faz umas duas semana e só agora fui parar pra ouvir o vídeo. QUE LETRA! Estava no meio de um devocional e do nada resolvi colocar essa música de fundo, sim eu recebi como resposta.


Minha porção vem do céu ♫

17.6.12

Cantarolar, o sol que dá o tom.

 

Sabe aqueles dias estranhos em que você acorda meio “sei lá”, com pensamentos confusos e sentimentos bagunçados e isso tudo antes mesmo  de por o pé fora da cama? Tudo meio sonolento e apático ao abrir os olhos e ver o relógio marcando o tempo correr enquanto você está ali decidindo com qual pensamento vai usar para levantar e  encarar o compromisso, os horários, o trabalho, o trânsito, a vida que chama lá fora. Você se levanta, não tem jeito, sai de casa e simplesmente dá de cara com um dia ensolarado te recebendo. Morar no Rio tem essas dádivas, dias lindos quase sempre.

Eu tenho uma coisa com sol, não sei explicar; ele sempre melhora meu dia, me faz abrir um sorriso e por pior que seja o problema e por mais “alaska” que eu esteja vem ele e dissipa tudo. Quebra o gelo, trás vida,bom humor e certeza de bom dia. O índice de suicídios ser maior em países mais frios pode ser justificado por isso ? Não sei, mas faria sentido também.

Hoje enquanto eu me revezava em fechar os olhos, ouvir minhas músicas e olhar pela janela o trânsito o vi lá no alto bem no meio de um céu azul absurdo de tão azul sem nenhuma nuvem. NENHUMA. Atrás dos meus óculos escuros olhei bem pra ele e fiquei pensando numa das definições de Cristo, “Sol da justiça”, e fez mais sentido a comparação. Por ambos trazerem vida, luz e só de olhar esperança. Aquecer a fé. Por nascer e continuar a ser o que é dia após dia independente das circunstâncias ou de tudo ao redor. Interruptamente ele nasce e se poe todo santo dia e continua sendo o mesmo de sempre desde a criação. É uma certeza sempre vai estar lá, por mais nublado que esteja o dia é possível senti-lo ou ver seus raios transpassarem as nuvens e iluminar. E dias cinzentos não podem me fazer esquecer isso. Estou falando de sol. Estou falando de Cristo.

Cheguei cantando e o dia/sentimentos/tudo estranho ficou na cabeceira o sol estava lindo demais lá fora seria um sacrilégio fica de mal humor e nesse calor é bom vestir coisas mais leves. Vesti sorriso então.

O raiar do sol é recomeço
Clareando a esperança logo de manhã
Abre a janela, deixa o dia amanhecer você
Deixe o dia lhe mostrar…

Mas para vocês que reverenciam o meu nome, o sol da justiça se levantará trazendo cura em suas asas. E vocês sairão e saltarão como bezerros soltos do curral.
Malaquias 4:2